Síndrome Pós-Cuidados Intensivos

Sinopse:

A terapia intensiva tem salvado inúmeras vidas desde o seu surgimento e estabeleceu prognósticos mais favoráveis para patologias que antes eram quase ou inevitavelmente fatais. Esse progresso, todavia, trouxe consigo novos desafios relacionados com as condições que surgiram em decorrência das mudanças de desfecho induzidas pela intervenção dos cuidados intensivos. Uma dessas situações, descrita só muito recentemente, é a síndrome pós-cuidados intensivos, do inglês, post intensive care syndrome (PICS), que consiste em um conjunto de deficiências funcionais significativas envolvendo disfunções cognitivas, psiquiátricas e físicas, que pode atingir até 3/4 dos pacientes sobreviventes à UTI. Essa síndrome pode, inclusive, envolver os familiares do enfermo (PICS-F) e é reconhecida atualmente como um problema de Saúde Pública devido ao grande número de indivíduos que acomete e ao grau de desajuste que provoca.

R$220,00

Calcular Frete
Forma de Envio Custo Estimado Entrega Estimada

Informação adicional

Peso 1468 g
Dimensões 28 × 21 × 3 cm

Dados Técnicos

Data: 2019
Título: Síndrome Pós Cuidados Intensivos

Como salvar mais do que vidas

Editores: José Mário Meira Teles, Cassiano Teixeira, Regis Goulart Rosa
ISBN 978-85-85162-42-9
Páginas: 456

Acabamento capa dura

Sobre os autores

José Mário Meira Teles

Especialista em Medicina Intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Presidente

da AMIB (Gestão 2012/2013). Médico de Rotina da UTI Geral do Hospital Municipal de Salvador/BA (HMS).

Coordenador Regional do Curso de Pós-Graduação em Medicina Intensiva da AMIB – Faculdade Redentor, em Salvador/BA. Sócio Fundador do Instituto Latino-Americano de Sepse (ILAS).

Cassiano Teixeira

Médico Intensivista pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Doutor em Medicina pela

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor Adjunto de Clínica Médica e Professor em Ciências da Reabilitação da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Coordenador da Linha de Cuidados Críticos do Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Médico Preceptor de Clínica Médica do Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre (HMV). Médico Plantonista da UTI do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Membro do Comitê Científico da Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet).

Regis Goulart Rosa

Especialista em Medicina Intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Mestre e

Doutor em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pesquisador do Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre (HMV). Intensivista do Hospital Mãe de Deus de Porto Alegre. Membro do Comitê Executivo da Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet).

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Síndrome Pós-Cuidados Intensivos”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *