HANSENÍASE NA PRÁTICA CLÍNICA LANÇAMENTO

R$450,00

Categorias: ,

Descrição

É comum ouvirmos frases contraditórias sobre a hanseníase. Alguns até acham que a doença não existe mais. Ao mesmo tempo em que entendemos a hanseníase como uma doença milenar, atrelada a um forte estigma, sabemos também que é uma doença curável. Esta dualidade tem convivido por algumas décadas desde a implantação de um tratamento eficiente através da utilização da poli quimioterapia (PQT) pela Organização Mundial da Saúde. Eventualmente ainda ouvimos ou lemos o termo lepra e seus derivados no Brasil. Às vezes é dito de forma pejorativa e discriminatória por alguns e às vezes por descuido. De qualquer forma ainda estigmatiza muito os pacientes. Milhões de pessoas afetadas pela hanseníase foram curadas com a PQT e as incapacidades relacionadas à doença pareciam estar com os dias contatos. Não obstante o desconhecimento de vários aspectos da sua história natural, a impossibilidade do cultivo dos agentes etiológicos em meios artificiais, e a enorme dificuldade para a elaboração de uma vacina, a confiança na PQT trouxe uma esperança global de um mundo livre de hanseníase. Modelos estatísticos e estudos de tendências nos confortaram com a informação de que a hanseníase desapareceria em algumas décadas. A demasiada esperança na “eliminação” da hanseníase não demorou para mostrar efeitos colaterais: o desinteresse e o desinvestimento. Apesar de incansáveis esforços realizados por grupos de profissionais e da sociedade civil, carecemos de maior interesse da academia em estudar e se dedicar a essa doença negligenciada e que aflige tantas pessoas, de mais apoio e investimentos em pesquisa, desenvolvimento e disponibilização de novas ferramentas que ajudem no diagnóstico precoce, da busca por novos fármacos e de maiores avanços no conhecimento da doença. Após 40 anos de implantação da PQT, vemos um cenário muito diferente da[1]quele que imaginávamos nos tempos da euforia pela “eliminação”, e hoje enfrentamos diversos problemas. De um lado, o número de “casos” de resistência medicamentosa que parecem surgir com mais frequência, o grande número de pessoas com incapacidades no momento do diagnóstico, sendo muitas delas menores de 15 anos de idade; e do outro, o número reduzido de profissionais capacitados para diagnosticar e manejar a doença e suas consequências. Agradecemos imensamente o esforço conjunto dos profissionais de diversas áreas do conhecimento que contribuíram para este projeto que resultou em 26 capítulos sobre o tema hanseníase. Temos a esperança de que este livro auxilie na divulgação do conhecimento e ajude a melhorar o panorama da hanseníase no Brasil e no mundo.

Patrícia D. Deps

Marcos Cesar Floriano

Informação adicional

Peso 500 g
Dimensões 17 × 24 × 17 cm

EDITORES

Patricia Duarte Deps / EDITORA

Graduada em Medicina pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Dermatologia pela Escola Paulista de Medici[1]na/Universidade Federal de São Paulo (EPM/UNIFESP), Mestrado em Doenças Infecciosas pela UFES, Doutorado em Dermatologia pela UNIFESP, Pós-doutorado na London School of Hygiene & Tropical Medicine no Reino Unido, e Pós-doutora e Diplôme Universitaire em Techniques Osteo-Arqueologiques na Université de Versailles Saint Quentin en Yvelines, na França. Dermatologista e Hansenologista. Professora Titular do Departamento de Medicina Social e do Programa de Pós- -Graduação em Doenças Infecciosas da UFES.

 

Marcos Cesar Floriano

Graduado em Medicina pela Escola Paulista de Medicina/Universidade Federal de São Paulo (EPM/UNIFESP). Dermatologia pela EPM/UNIFESP. Dermatologista e hansenologista. Mestrado e Doutorado em Dermatologia pela EPM/UNIFESP. Professor Afiliado e Médico do Departamento de Dermatologia da EPM/UNIFESP. Professor do Curso de Medicina da Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Diretor Clínico e Professor Responsável pelo AMB Med da Associação Educacional Nove de Julho.

 

Marcos da Cunha Lopes Virmond

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Residência em Cirurgia Geral, e Cirurgia Plástica. Doutorado em Cirurgia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Professor da Faculdade de Medicina da UNINOVE, Bauru (São Paulo), Ex-Professor do Programa de Pós-Graduação em Biologia Oral da Universidade do Sagrado Coração, Bauru. Pesquisador (Nível VI) no Instituto Lauro de Souza Lima, Bauru (São Paulo), Brasil. Professor do Curso de Medicina da USP – Bauru.

Descrição

1) Características do livro
Formato:17x24cm
Cor:  4/4
Total de páginas: 428
Papel de miolo: couchê 90grs
capa: 4×0
Acabamento: cartonado
Laminação: brilho
ISBN : 978-65-86098-65-5

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “HANSENÍASE NA PRÁTICA CLÍNICA LANÇAMENTO”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu