Lançamento Nutrição em Cardiologia

R$370,00

Descrição

1) Características do livro
Formato: 17×24
Total de páginas:  404
Cor: 2×2
Papel de miolo: offset75grs
capa: 4×0
Acabamento: capa dura
Laminação: brilho
ISBN.: 978-65-86098-76-1

Informação adicional

Peso 500 g
Dimensões 24 × 17 × 24 cm

AUTORES

MARCIA MARIA GODOY GOWDAK

Nutricionista Doutora em Ciências da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo na Área de Cardiologia. Docente do programa de Pós-graduação Lato Sensu em Cardiologia do Hospital Israelita Albert Einstein. Membro do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) e da Comissão Científica da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN). Coordenadora do Programa de Educação Nutricional da Escola Vera Cruz.

 

 

VALÉRIA ARRUDA MACHADO

Nutricionista Mestre e Doutora em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) na Área de Cardiologia Coordenadora do Ambulatório de Nutrição do Setor de Lípides, Aterosclerose e Biologia Vascular da Disciplina de Cardiologia da UNIFESP. Diretora Científica do Departamento de Nutrição da Socesp (biênio 2022/2023). Coordenadora do Ambulatório de Nutrição em Cardiologia da Rede D’or São Luiz. Proprietária da Clínica Nutrir Corphus

 

 

LUÍS HENRIQUE WOLFF GOWDAK

Professor Livre-Docente junto ao Departamento de Cardiopneumologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Médico-Assistente do Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular e Coordenador Clínico do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Angina Refratária do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Fellow da Sociedade Europeia de Cardiologia. Ex-Fellow da Laboratório de Ciência Cardiovascular do Instituto de Gerontologia, Institutos Nacionais de Saúde em Baltimore, EUA.

Sinopse

 

 

Descrição

 

Para o homem primitivo, o ato de comer esteve sempre intrinsecamente atrelado ao instinto de sobrevivência: comia-se o que havia disponível para não perecer. Em algum momento, porém, ao longo da evolução do Homo sapiens, o hábito de se alimentar incorporou valores além da simples saciedade de uma função fisiológica primitiva comum a todas as espécies vivas. A refeição compartilhada entre membros do mesmo clã passa a ser um ponto de convívio social; a diferença de poder aquisitivo entre nobres e plebeus se reflete nos alimentos disponíveis à mesa. Celebrações são marcadas por um cardápio especial e farto. O jejum, adotado por diversas religiões em momentos específicos, revela-se prova de sacrifício e resiliência frente às tentações mundanas. Culturas podem ser facilmente identificadas por seus chamados pratos típicos, em que alimentos comuns a outros povos são preparados de maneira peculiar, garantindo-lhes identidade única. Com a Revolução Industrial, ocorre um aumento significativo na produção de alimentos e o aparecimento de cadeias de restaurantes e mercados, levando à diminuição do preço e ao aumento do acesso aos alimentos. O século XX assiste ao aparecimento do fast-food, refeições rápidas e ricas em calorias, adquiridas a preços módicos, oferecidas em lanchonetes espalhadas pelas cidades em desenvolvimento. As porções aumentam na proporção em que diminui a atividade física da população. A combinação entre dietas hipercalóricas ricas em alimentos processados e sedentarismo resulta no aumento da prevalência de diversas condições clínicas como obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus e as doenças cardiovasculares. O século XXI parece querer reverter esta tendência com a procura de alimentos mais saudáveis, menor consumo de alimentos industrializados e maior atividade física: surge o “estilo de vida saudável”. Os avanços da ciência não permitem mais questionar a relação entre consumo alimentar e a saúde humana: são inequívocos e indissociáveis. Se quisermos viver muito e bem, devemos cuidar do que colocamos em nossos pratos. Neste Tratado de Nutrição em Cardiologia, especialistas das mais diversas áreas do conhecimento nas ciências da saúde apresentam de maneira clara os mais recentes avanços no entendimento entre o comer e o estar saudável. O maior entendimento do metabolismo de macronutrientes e seu impacto sobre a saúde humana, o conhecimento acumulado sobre o aparecimento, desenvolvimento e progressão da aterosclerose, o papel da nutrição humana na prevenção ou agravamento de doenças crônicas, a comparação entre diversos padrões de consumo alimentar e os benefícios sobre nosso bem-estar, entre outros assuntos, são abordados de maneira didática para aqueles interessados no tema. Como Editores, procuramos fazer uma obra abrangente e que instigue o leitor a querer saber mais sobre a relação entre alimentação e saúde, cientes de que o livro não ambiciona ter respostas definitivas, frente à uma ciência em constante evolução. Devemo-nos lembrar de que Hipócrates (460–370 AC), há mais de 2.400 anos já reconhecia a importância da nutrição para a saúde humana ao escrever “que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”. Permanecer alheios e indiferentes à nossa alimentação é o caminho mais curto para o surgimento de diversas doenças crônicas.

 

Boa leitura!

 

Os Editores

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Lançamento Nutrição em Cardiologia”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu